Notícia

Museu do Café (espaço de exposição) (por: Divulgação)

Turismo em Ibiporã

Ibiporã tem atrativos, recursos naturais e belos espaços para visitação

Publicado em 03/02/2017 Jaime Kaster - Secretaria Municipal de Cultura e Turismo - 07:06

 

"Terra Bonita" em tupi

Antigo 'Terreno Jacutinga', como era chamado este território até o ínício da década de 1930, Ibiporã (ou "terra bonita" em tupi) surgiu como vila em 1936, tendo como fundador e planejador o engenheiro Alexandre Gutierrez Beltrão. Os primeiros habitantes foram a maioria imigrantes italianos. Em meio à mata, no local destinado à construção da primeira igreja (católica), abriram uma clareira e fincaram um cruzeiro, onde hoje fica a Praça Pio XII. A 1ª missa ocorreu em 1938. A vila e depois distrito pertenceu a Sertanópolis até 1947 e a emancipação do município ocorreu em 08/11/1947 (data do aniversário de Ibiporã).

 

Igreja Matriz - Paróquia Nossa Senhora da Paz

 

 A Matriz atual foi construída toda em blocos de concreto, no início da década de 50, e teve como impulso doações de sacas de café dos produtores locais e a ajuda de toda a comunidade. De estilo românico, a Matriz recebeu vitrais da Itália e conta com belas pinturas, afrescos e esculturas do artista plástico Henrique de Aragão, que chegou à cidade em 1967 e aqui fixou o seu ateliê de trabalho (faleceu no ano passado, 2015). Aragão é considerado o 2º maior artista sacro do Brasil. Turistas de várias partes do Brasil e do exterior vêm até Ibiporã para conhecer pessoalmente Aragão e sua obra.

 

- Paróquia Nossa Senhora da Paz - Rua 1º de Maio, 350 - fone 3158-3003

 

Casa de Artes e Ofícios Paulo VI

Inaugurada em 1967, a Casa de Artes e Ofícios Paulo VI foi o resultado da permanência na cidade do artista Henrique de Aragão (foto). Após a morte do artista, em agosto de 2015, a casa e o ateliê foram transferidos para o Município, que a preserva, a mantém e ali recebe turistas, visitantes e estudantes de todas as idades. A Casa iniciou em 1969 cursos de artes plásticas, ballet e música, tendo sido um embrião da Fundação Cultural de Ibiporã, órgão municipal criado em 1987 e hoje referência nacional na área da cultura.

 

- Casa de Artes e Ofícios Paulo VI - Rua 1º de Maio, 224 - fone 3178-0233/ 3178-0215

 

Praça Pio XII e Museu de Esculturas ao Ar Livre

Desde 1989 Ibiporã possui o Museu de Esculturas ao Ar Livre, um corredor de obras públicas de Henrique de Aragão espalhadas pelas praças, ruas e espaços públicos de Ibiporã. Muitas delas estão na praça central (Pio XII), como 'Verso e Reverso' e 'Velas', nas imagens abaixo. Na foto à direita, a escultura 'Leide N-Mítica', localizada na praça histórica Eugênio Sperandio.

- Museu de Esculturas ao Ar Livre - Praça Pio XII e outros locais - fone 3178-0233/ 3178-0215

 

Estação Ferroviária e Museu do Café

Inaugurada em 1936, a Estação Ferroviária é o marco de chegada dos pioneiros que vieram para Ibiporã. Prédio de grande importância histórica e tombado como patrimônio, foi restaurado pelo Município e o Governo Federal em 2012 e transformado no Museu do Café - integra a Rota do Café, do Sebrae. Faz parte do Complexo Socioeducativo, Turístico e Cultural, que abriga vários serviços, além de uma cafeteria. Parada obrigatória dos turistas, o Museu do Café é palco de eventos, exposições, sessões de fotos e campanhas publicitárias.

 

- Museu do Café - Av. Prefeito Mário de Menezes, 1113 - Fone: 3178-0392

 

Cine Teatro Municipal Padre José Zanelli

 

Inaugurado em 13 de agosto de 1988, o nome do Cine Teatro é uma homenagem ao padre que foi um grande incentivador das artes em Ibiporã. O teatro, com 510 lugares, já recebeu artistas como Hermeto Pachoal, Ney Matogrosso, Antônio Fagundes, Glória Menezes, Tarcísio Meira, Jorge Dória, Oswaldo Montenegro, Kleyton e Kledir, 14 Bis, Almir Sater, entre outros. É neste palco que também mostram seu talento os mais de 600 alunos dos cursos permanentes da Fundação Cultural, todos mantidos pelo Governo Municipal.

- Cine Teatro Pe. José Zanelli - Av. Dom Pedro II, 368 - fone 3178-0215

 

Centro do Artesanato de Ibiporã

 

Inaugurado em 2009, o Centro do Artesanato foi criado pelo Governo Municipal com o objetivo de divulgar e promover o trabalho de mais de 100 artesãos de Ibiporã. Inserido na Rota do Café, hoje seus produtos têm o selo TOP 100, do Sebrae nacional. O Centro recebe turistas de todas as partes, que vêm em busca de produtos personalizados, muitos com forte identificação com o tema café.

- Av. Dom Pedro II, 368 - fone 3178-0215


Circuito das Capelas de Ibiporã 

É um projeto de recuperação histórica e de incentivo ao turismo rural, artístico, religioso e de eventos iniciado em 2014. O Circuito das Capelas – Projeto de Recuperação da Memória de Ibiporã concluiu a sua primeira fase em 2016, com o lançamento de um livro ilustrado em cores, com quatro DVDs, em todas as 23 capelas que integram o roteiro. Cada evento de entrega é acompanhado de exibição dos filmes ao ar livre num telão, shows musicais e festas do padroeiro de cada comunidade, reunindo em média 300 pessoas cada evento. Essas festas e celebrações já estão integrando o calendário de eventos do município. A meta, a partir de 2017, é incentivar a criação de roteiros de visitação turística, visitas guiadas, pedaladas e caminhadas rurais.

- Secretaria de Cultura e Turismo - Av. Dom Pedro II, 368 - fones 3178-0215/ 3178-0216


Fundação Cultural e Museu Histórico de Artes

O prédio do Cine Teatro Padre Zanelli está integrado à sede da Fundação Cultural de Ibiporã, onde funciona o Complexo Cultural, com todas as atividades, oficinas e cursos da Secretaria de Cultura e Turismo, e também integrado ao Museu Histórico e de Artes de Ibiporã (MHAI), o guardião da memória local.

- Complexo Cultural e Museu Histórico (MHAI) – Av. Dom Pedro II, 368 – fone 3178-0215

 

 

ASSISTA TAMBÉM AO VÍDEOhttps://www.youtube.com/watch?v=-PcZ43nzEDo